Bem-vindos ao novo Ana, Go Slowly! Queria que o primeiro post reflectisse exactamente a mensagem que é mais importante para mim: que só faz sentido encararmos a nossa vida como um todo. De que me adianta cuidar do planeta e dos outros se eu não cuidar de mim mesma primeiro? E de que adianta, também, eu só cuidar de mim e me esquecer de tudo o resto? Acredito que quando começamos a cuidar de nós, do nosso corpo, da nossa mente e da nossa alma, inevitavelmente acabamos por nos preocupar mais com o planeta e com os outros. Começamos a perceber que a mãe Terra é a casa de todos e que todos nós estamos ligados de alguma forma, por sermos parte deste planeta. Quando iniciamos um caminho de auto-conhecimento já não conseguimos voltar atrás, queremos continuar, descobrir mais, compreender, ir mais além. E acho que o nosso propósito aqui na Terra é precisamente esse:...
Este blog apoia o movimento Fashion Revolution. "O Fashion Revolution começou em 2014, um ano depois do colapso da fábrica de Rana Plaza, no Bangladesh, onde se fabricavam peças para algumas das marcas de moda rápida europeias mais conhecidas e onde morreram mais de mil pessoas. Carry Sommers criou o movimento online e, a partir daí chegou a vários países. O objectivo é sensibilizar todos os órgãos do sistema de moda (público, designers, distribuidores, artesãos, donos de fábricas e legisladores) a contribuir para uma indústria mais sustentável, que proteja as economias locais, os trabalhadores e os ecossistemas." Fonte: Publico Lifestyle Para mim não faz sentido tentar ter um estilo de vida deperdício zero ou vegan e não me preocupar com aquilo que visto: onde foi feito? Por quem? Em que condições? Qual o impacto ambiental? Comecei então a pesquisar sobre esta tema e tentei nesta página resumir as dicas mais importantes, para quem como eu, se quer...
Junta-te a nós para o primeiro dia internacional sem palhinha: 3 de Fevereiro  Até lá queremos que se juntem a nós e partilhem que é possível viver sem palhinhas e que para quem realmente quer ou precisa de continuar a usar, há alternativas! A partir de hoje e até dia 3 de Fevereiro damos então início a esta campanha contra as palhinhas: #palhinhazero e #strawfreeday O nosso objectivo é fazer chegar esta informação ao maior número possível de pessoas, alertando para os perigos da utilização de plástico que está a contaminar os oceanos e a acabar com a vida de inúmeros animais marinhos.  As palhinhas não são recicláveis (são feitas de LDPE e não temos tecnologia que as recicle em Portugal) e como são leves acabam por chegar ao mar. Enquanto comunidade Lixo Zero Portugal quisemos juntar-nos a duas organizações francesas que começaram com esta iniciativa, a Bas Les Pailles e a Bye Paille Queremos...
O mês de Julho foi ma-ra-vi-lho-so!! No dia 15, tivemos o evento na biovilla que foi lindo e penso nele até hoje. Incrível como conseguimos juntar cerca de 300 pessoas em torno deste movimento que é o zero waste. Confesso que adoraria repetir por outros sítios do país.   Estive de férias no meu querido Alentejo que adoro como sempre!   Deixei o Alentejo e fui só ali a Lisboa. No dia 19 de Julho, foi a vez da Maria Granel. Adoro esta loja desde o 1.º momento em que abriu! Sempre "invejei" as lojas a granel estrangeiras e mal sabia que íamos ter uma assim no nosso país. Felizmente desde a abertura da Maria Granel (Novembro de 2015), muitas lojas a granel têm aberto em Portugal. Foi óptimo voltar à loja e conhecer algumas pessoas com quem só me cruzo pelas redes sociais. Fui muito bem recebida pela Eunice e por toda a equipa...
Partilho convosco o 1.º evento em Portugal, inteiramente dedicado ao Desperdícizo Zero, que estou a organizar com a minha amiga Inês. A ideia só começou a ser cozinhada a 13 de Junho, portanto há menos de 1 mês! Tem sido uma verdadeira aventura (quem me manda ter ideias destas?) mas estou a adorar cada minuto, apesar das noites mal dormidas e da casa completamente de pernas para o ar! Confesso que me sinto tudo menos minimalista neste momento, mas a vida é mesmo assim, com fases e momentos em que temos imensas ideias e projectos. Então cá vão mais informações sobre o evento (ajudem-nos a divulgar)! Segue o link do evento no facebook. Entrada: donativo livre Todos os Workshops/oficinas são gratuitos O nosso PROGRAMA para dia 15 de Julho (em actualização): 12h00-18h00 Mercado de produtos sustentáveis e comida vegetariana Também teremos música ao longo de todo o evento (mais informação em breve) 14h00-15h00 Apresentação do...
Chegou um novo mês e com ele um excelente desafio: um mês inteirinho sem plástico! Parece difícil ter um julho sem plástico? Sim, mas não é impossível! Além disso, o grande objectivo é reduzir o uso de plástico e ter isso em mente todos os dias, mundando os nossos hábitos. Com a correria do dia-a-dia muitas vezes não reflectimos sobre os nossos hábitos, vivendo simplesmente em modo automático. Estes desafios pretendem fazer-nos pensar e mudar pequenas coisas, mas que na realidade fazem toda a diferença para o nosso planeta. Sabiam que se estima que em 2050 existirão mais plásticos no oceano do que peixes? E que já há microplásticos em três marcas de sal vendidas em Portugal? Durante este mês partilharei aqui várias dicas simples que já faço e que nos permitem evitar o uso de plástico. Quem me acompanha desse lado?
E se vos dissesse que é possível lavar o cabelo apenas com água? Quando fizemos o desafio #onetipadaykeepsthetrashaway no mês de Maio, disse que iria partilhar a experiência de uma amiga que lava o cabelo apenas com água. Aqui vai esse depoimento: Faz quase um ano desde a última vez que usei shampoo no meu cabelo.  O método tem um nome: NO POO (no shampoo) e na verdade é tão simples quanto lavar o cabelo apenas com água. Eventualmente lavo também com vinagre de maçã e penteio. Nada mais. O meu cabelo tem 83 centímetros de comprimento (medi-o agora) e é uma boa “massa” de cabelo, o que faz pensar a qualquer pessoa que é difícil de pentear.. Era! Em tempos acreditei ser dependente de artifícios: do shampoo e do amaciador, pois não passava os dedos entre os fios de cabelo sem a ajuda dos dois. Não poderia imaginar que essa mesma parceria eram os...
Na sexta-feira aproveitei o feriado para fazer as compras cá de casa. Confesso que agora com as compras a granel acabo por poupar muito mais dinheiro, pois vou muito menos vezes às compras. Gosto de acabar tudo aquilo que tenho em casa e esvaziar todos os frasquinhos e depois gosto de me preparar devidamente e ir às compras nas calmas.  Portanto ter um dia extra na semana foi perfeito! Liguei a bimby (para usar a balança) e pesei todos os frascos. A maior parte já tinha o peso (ou a tara) no fundo, mas com as lavagens acaba por ir saindo e já não se via muito bem. Podem fazer isto nas lojas, mas eu prefiro fazer em casa, assim não tenho que estar com essa preocupação na loja.(Resumo com as principais dicas para comprar a granel no final do post, com exemplos de várias lojas) Registei o peso na parte de baixo de cada...