Simplificar ainda mais no dia-a-dia

A mudança implicou mais organização, mais simplificação, mais minimalismo e mais ginástica de tempo. 
Comecei por registar todas as tarefas domésticas (diárias, semanais e mensais) e depois todos os nossos compromissos. Li e reli e comecei a cortar o que poderia deixar de fazer. Em casa há sempre coisas que podemos deixar de fazer. Se posso arrumar ou adiantar tarefas hoje faço-o e assim já não deixo a tarefa para aquele dia específico da semana. Se hoje até tenho algum tempo livre então aproveito para adiantar algumas coisas (se bem que às vezes só dá vontade de ficar a descansar). Mas se sei que esse descanso só me trará benefícios a muito curto prazo (pois depois o que vai custar vai ser perder o dobro do tempo a fazer alguma coisa) arranjo logo motivação para deixar a preguiça de lado! Claro que às vezes falho e deixo-me mesmo levar pela preguiça, mas o que conta é a regra e não a excepção! Por isso, se tens o mesmo problema, pensa em que como te irás sentir quando concluíres determinada tarefa e pensa que no final podes descansar à vontade.
O speed cleaning é cada vez mais speedy e os hábitos cá de casa passam mesmo a ser diários: manter tudo limpo e arrumado. O que se suja e desarruma no dia é feito no dia. Já nos sai tudo naturalmente por isso nem sentimos grande diferença. A roupa é lavada durante a semana, no máximo tudo até sexta-feira à noite. Depois no fim‑de‑semana só temos mesmo que recolher e arrumar o que ainda falta. Passar a ferro só mesmo as peças que precisam e nada mais (como já tinha falado aqui). O segredo é mesmo reduzir as tarefas ao máximo (fazendo apenas o essencial) e não deixar acumular muita coisa para fazer – vai-se fazendo!
Quanto às refeições, sempre que posso preparo a comida para dois dias seguidos e ando sempre à procura de receitas novas e rápidas. O livro da Gabriela Oliveira tem sido uma ajuda preciosa, com receitas deliciosas quer para o dia-a-dia (as mais rápidas), quer para o fim-de-semana (as mais demoradas).
Só ando numa luta constante com a redução das despesas do supermercado. Esta é mesmo a área onde gasto mais dinheiro! Confesso que com a comida nunca me preocupo muito em poupar! Se é saudável, compro e pronto, mas não pode ser! Este ano preciso mesmo de poupar mais, pois há muitas coisas em lista de espera que quero mesmo fazer! Se tiveres conselhos partilha 🙂 Prometo que vou investigar mais sobre o assunto e sempre que descobrir boas dicas partilho por aqui.
Como agora passo mais tempo de um lado para o outro, também me preocupei em reduzir ao máximo o peso que tenho na carteira (e a carteira minimalista veio mesmo ajudar) e que comida pode andar sempre comigo para todo o lado (as bananas e frutos secos são os meus aliados e a garrafa de água também).
Quanto ao tempo que passo na net, este é cada vez menos e por isso também reduzi os blogs que acompanho e as newsletters que leio. Se o tempo não dá para tudo temos mesmo que cortar naquilo que não é tão importante. Só tenho mesmo que arranjar mais tempo para o blog pois sinto imensa falta disso!

E por aí o que tens feito para simplificar a tua vida?
  • Bem-vindos ao Ana, Go Slowly!

    Aqui cabe tudo aquilo que nos leva em direcção a uma vida mais simples, sustentável e feliz: minimalismo, slow living, desperdício zero, hábitos saudáveis, yoga, meditação e muito mais.

    Ana Milhazes
    Autora • Socióloga • Coach • Activista • Instrutora de Yoga •
    Fundadora do Lixo Zero Portugal

    Subscreve o Ana, Go Slowly

    Inspira-te com os meus conteúdos sobre Minimalismo, Desperdício Zero e Slow Living

    Recebe gratuitamente conteúdos exclusivos e novidades em primeira mão

    O meu Livro

  • Temas