Aceitar o outro

Somos seres sociais. Necessitamos uns dos outros.

Isto significa aceitar o outro tal como ele é, aceitar as diferenças, sem julgar.

Confesso que nunca achei grande piada aos grupos homogéneos… vivem todos de acordo com os mesmos ideais, acreditam nas mesmas coisas, pensam da mesma forma… e acabam por viver um pouco à parte de tudo o resto.

Na minha opinião, não é assim que crescemos e mudamos o mundo. A heterogeneidade e a diferença são fundamentais para aprendermos uns com os outros e evoluirmos.

Não precisamos de mudar para sermos aceites. Mas também não precisamos de impor aos outros a nossa opinião.

Acredito que temos de viver em verdade e autenticidade, leais a quem somos e aquilo em que acreditamos. Quando assim é, acabamos por inspirar a mudança.

Tenho amigos muito diferentes de mim. Há aqueles que nem sequer fazem a separação do “lixo”, os que gostam de fast food, os que só usam descartáveis nas festas, os que não são vegetarianos nem vegan e até os que são produtores de carne.

Todos eles têm um cantinho muito especial no meu coração, adoro-os a todos! Mesmo que sejamos diferentes, há respeito mútuo e nenhum de nós impõe os seus ideais ao outro.

De vez em quando, percebo que já começam a fazer escolhas diferentes, mas a mudança partiu deles. E isso é tão bom! 😊

Portanto, nunca imponhas. Isso é meio caminho para o afastares, para o outro se sentir criticado e julgado. Respeita o outro e inspira pelo exemplo 🥰

Acredita que é assim que farás a diferença! 💪

(Retirado do meu livro Vida Lixo Zero)

  • Ana Milhazes, Socióloga, Coach, Formadora, Instrutora de Yoga, fundadora do Lixo Zero Portugal

    Bem-vindos ao Ana, Go Slowly!

    Aqui cabe tudo aquilo que nos leva em direcção a uma vida mais simples, sustentável e feliz: minimalismo, slow living, desperdício zero, hábitos saudáveis, yoga e meditação.

  • Embaixadora

  • 10% de desconto com o código vidalixozero

  • Como começar?

  • O meu livro

    Vida Lixo Zero
  • Categorias